Empatia

“Este é o meu consolo no meu sofrimento: A tua promessa dá-me vida.” Salmos 119:50

Estamos ainda em pandemia. Após um ano de sofrimento, de perdas inestimáveis, de medo, de sustos, de desesperança e de luto, eu sei exatamente o que muitos estão passando. Eu conheço o medo do desconhecido, a dúvida com os tratamentos, a angústia da espera de boletins médicos, o sopro de esperança numa pequena melhora e a dor que chega com a notícia fatídica. Sim, eu sei o que é sentir a incredulidade da perda e o tamanho do vazio e da saudade que se segue. Sei da tristeza das despedidas inadequadas e das burocracias com respeito ao novo e ao desconhecido.

Meu primeiro texto, ainda no calor do momento da perda foi sobre a continuidade da vida. Foi sobre observar que, enquanto para mim o tempo parou e se congelou, para as demais pessoas ele continuou fluindo. Bebês vieram ao mundo, noivos se casaram, amigos e familiares saudáveis adoeceram, alguns se curaram, outros se foram e a vida continuou passando, ditando o ritmo de cada um.

Eu, com certeza, sei, em certo grau, o que muitos estão passando porque conheço o que é sentir a doença na pele, a agonia da espera e o medo da morte. Mas Deus, o nosso Deus, sabe exatamente o tamanho da dor, das lágrimas, do vazio e da angústia das vítimas e sobreviventes pelo mundo a fora. Se eu consegui passar por tudo e, hoje, posso falar alguma coisa sobre isso, é porque sei o tamanho do conforto e do colo de Deus. Olhando para trás, ainda me surpreendo pela força no momento mais duro, pelo consolo nas noites escuras, literalmente, porque até a energia faltava (isso é muito comum onde eu morava) e ficávamos sufocados pela escuridão ao redor. Nas palavras da minha filha mais velha, nas primeiras semanas, parece que nossos pés não tocavam o chão.

Mas, enfim, passamos! Continuamos caminhando porque Deus nos deu coragem e força na fraqueza, fortaleceu nossa saúde frágil, nos abençoou com família, amigos e irmãos que, mesmo de longe, cuidaram de nós. Eu posso ser solidária com a dor do próximo, mas o Senhor pode dar o verdadeiro consolo. Eu posso chorar com os que choram, mas só o Senhor pode enxugar as lágrimas. Eu posso dizer que tudo passa, mas só o Senhor pode contar os passos ao lado do aflito, enquanto ele caminha neste labirinto de emoções.

Hoje, acredito ser difícil não haver no Brasil, e no mundo, uma família que não tenha enterrado alguém querido nesta pandemia. Penso que estamos enfrentando o pior momento deste século e, apesar de vivermos em um mundo globalizado e de todos os avanços da ciência, ainda nos encontramos perdidos, divididos e à mercê de muitas informações desencontradas e de pessoas inescrupulosas que têm se aproveitado do momento de fragilidade geral.

Creio firmemente que Deus tem as rédeas do mundo em suas mãos. Somos o povo de Deus vitorioso, embora triste, amedrontado e, por vezes, com a fé abalada. Não é um momento fácil, mas é na dor que aprendemos a olhar o outro com misericórdia e a sofrermos com ele, pois estamos todos no mesmo barco, em águas turbulentas, em dias tenebrosos, em que o sol parece estar escondido, ainda com poucas chances de clarear nosso mundo.

Então, quando acho que tudo parece perdido, mudo meu olhar para tantos milagres e tantas curas que acontecem todos os dias. Começo a contar as bênçãos e agradecer pelos queridos que adoeceram levemente, pelas orações respondidas e por saber que, mesmo nos piores momentos, existe conforto e consolo, porque Deus não desampara o aflito.

Temos aprendido, na prática, que, em meio à dor, Deus está nos dando a oportunidade de sermos luz e mostrarmos amor e solidariedade. E, mesmo que as vezes a nossa luz seja fraca, com certeza, irá iluminar a vida de quem precisa desesperadamente da nossa empatia, da nossa oração e do nosso amor. Obrigada, Senhor, por estar nos dando lições valiosas em meio ao sofrimento. Ajude-nos, por favor, a chorar com os que choram e que, mesmo em meio ao nosso próprio sofrimento, possamos ajudar o próximo a enxergar o Senhor Jesus através das lágrimas e da dor!

Zelene Reis

Post anterior
Porque Ele Vive!
Próximo post
Meu pai é minha alma gêmea

37 Comentários. Deixe novo

  • Amém!

    Responder
  • Selma Leonora Almeida
    abril 11, 2021 1:52 am

    Realmente dias difíceis, temos chorado a perda de muitos queridos. Por outro lado agradecemos à Deus por aqueles que foram curados e assim vamos vivendo de fé em fé. Lindo texto!

    Responder
  • Texto lindíssimos. Nos encoraja e da sustento para esses dias difíceis que estamos vivendo. Só nosso Deus para aliviar os corações.

    Responder
    • Amém prima! As lutas estão difíceis, mas Deus tem nos sustentado! Vamos continuar com esperança em nossos corações! Bjos

      Responder
  • Amém!!

    Responder
  • Amém

    Responder
  • Lindo texto Zelene!
    Você fala com a propriedade de quem viveu e vive a dor profunda de perdas nesse tempo tão difícil!
    Que Deus continue te usando para consolar e encorajar outros que vivem as mesma dor.
    Que Ele te sustente e cuide de você sempre ????????????

    Responder
    • Oh minha amiga! Tão difícil saber na pele o que tantos estão passando! Nossa esperança está em Deus! ????????????

      Responder
    • Amém Naná! Difícil ver o sofrimento alheio e pensar também no nosso sofrimento! Não tem como não sofrer junto! Bjos minha amiga

      Responder
  • Sim, é verdade!
    Que o SENHOR traga consolo a todos nós nesses dias tão difíceis!

    Responder
  • ????

    Responder
  • Erinalda oliveira
    abril 11, 2021 11:06 am

    Amém
    Glória a Deus por essas maravilhosa e edificante mensagem.Deus abençoe.Abraços.

    Responder
  • Zelene,vivemos na pele o efeito de tudo que aconteceu e está acontecendo em nossa família.
    Que Deus continue te abençoando e te usando para nos abençoar.

    Responder
    • Amém Zeneide! Quanto sofrimento temos visto! Que Deus nos ajude a enfrentar com coragem esses dias difíceis! Bjo

      Responder
  • Só Deus, Nosso Senhor para nos consolar nos momentos de dificuldade. Deus seja com os que choram.

    Responder
    • Amém, minha querida irmã! Momentos difíceis e dias tenebrosos! Mas em Deus temos esperança de um futuro sem dor! Bjos

      Responder
  • Celina Monteiro
    abril 11, 2021 3:30 pm

    ???????????????????????? Deus te abençoe ❣️

    Responder
  • DENISE CAMPOS BRAATZ RAMOS
    abril 12, 2021 1:51 pm

    Só nos braços do Senhor podemos encontrar o consolo que precisamos.

    Responder
  • Amém ????

    Responder
  • Claudia Evangelista
    abril 14, 2021 2:05 am

    Querida Zelene, seus textos sempre bem elaborados transmitem parte das emoções vividas e que marcaram a sua família e como você bem colocou, muitas famílias estão a passar, fico pensando nestes dias de pico da doença, quem será a próxima vítima, e neste momento ficamos apreensivos, o momento pede fortalecimento da FÉ para não sucumbir e nos irmanarmos com a dor do próximo, vejo que a cada texto publicado você tem experimentado a bondade e a misericórdia de Deus e sempre as duas juntas estão seguindo você conforme a promessa do Salmo 23, Um grande abraço!

    Responder
    • Amém minha irmã! Continuamos passando aflições, medo e perdas. Temos que nos fortalecer na fé e tentar ajudar ao máximo quem está passando pelas mesmas aflições!!! Obrigada Cláudia, pelo carinho e empatia! Bjos

      Responder
  • Cilene Melo Cavani Ferraz de Almeida
    abril 15, 2021 11:09 am

    Há dias desejo comentar seu texto. Até comentei no mesmo dia que postou, mas por um problema na minha Internet, ao clicar para publicar, o comentário sumiu. Fiquei tão brava na hora…kkk, porque as palavras não serão as mesmas, agora.
    Mas Deus tem seus propósitos, e hoje, estou pensando aqui no real significado dessa palavra “empatia”. O dicionário diz ser “o sentimento de identificação entre duas pessoas”. Muito bem! Mas para nós, cristãos o que significa realmente a empatia… a Bíblia nos adverte a termos o “mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus”. Quanta responsabilidade temos neste mundo como filhos de Deus! Muitos estão morrendo sem Cristo, portanto, a maior demonstração de amor que podemos dar, além de choramos com os que choram, praticarmos a generosidade, sermos bondosos, é espalhar as boas novas de salvação. Obrigada, querida, pelo seu alerta. Que sejamos cartas-vivas, enquanto o Senhor nos der vida. Beijo grande pra você.

    Responder
  • LENY GURGEL TAGLIARINI
    abril 18, 2021 8:22 pm

    É verdade minha irmã em Jesus.Muito sofrimento, muita dor.Nunca imaginávamos passar por uma triste situação assim.Ainda bem que temos Deus para nos sustentar!!!!Se não fosse o Senhor do nosso lado….

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu