No lugar certo

“Então lhes contou uma parábola: Quando fores convidado para uma festa de casamento, não ocupes o primeiro lugar. Pode ser que tenha sido convidado alguém mais importante, e o dono da casa, que convidou os dois, venha a te dizer: ‘Cede o lugar a ele’”. Lucas 14: 7b,8,9a

Sempre que leio essa passagem bíblica, logo me vêm à lembrança uma viagem que fiz, de Teresina para São Paulo, fazendo uma escala em Brasília. Eu tinha acabado de me mudar e não conhecia, ainda, as celebridades piauienses. Entrei no avião e me sentei, tranquilamente, onde julgava ser meu lugar, mas logo um senhor parou no corredor, ficou me olhando sem muita simpatia e disse que eu estava no lugar errado. Olhei minha passagem e, realmente, eu tinha me sentado, nada mais, nada menos, do que no lugar do governador do Piauí, que vinha atrás daquele senhor carrancudo, cumprimentando alegremente os passageiros que já estavam acomodados. Interessante é que o governador não se importou e já ia me dizendo para ficar ali mesmo, mas eu, mais que depressa, peguei minha bolsa e, meio roxa de vergonha, me desculpando, fui me sentar no lugar certo. Apenas um assento à frente.

Naqueles dias, os voos domésticos não tinham mais a primeira classe e nem os espaços especiais que têm agora. Estávamos todos nivelados ao mesmo tipo de assento. Tanto o governador, como todos os passageiros daquele voo.  Mesmo ele sendo mais paparicado que a maioria, comeu e bebeu o mesmo que foi oferecido a todos. Quando aterrissamos em Brasília, lá foi ele cumprir sua agenda política e eu segui viagem, prestando mais atenção onde deveria me sentar.

Quando completamos 37 anos de casados, eu e o Homero ganhamos uma viagem, com todas as despesas pagas, para um resort inesquecível. Uma cortesia de uma empresa com a qual ele tinha feito um grande negócio. O único problema foi quando fomos pegar nossas passagens. Estávamos em assentos separados e sem nenhuma chance de viajarmos lado a lado. A companhia aérea, para acomodar a situação nos ofereceu a primeira classe, que estava praticamente vazia, por um preço irrisório. Então resolvemos aproveitar aquele “presente” inesperado e viajamos no maior conforto possível, com atendimento VIP e eu nem queria que o voo terminasse. Passamos dias maravilhosos curtindo muito o passeio e, na volta, acabamos vindo espremidos na classe econômica, só com a lembrança da primeira classe. Mas valeu muito a pena!

Tudo na vida se resume a um momento específico. Há dias de confortos e dias de apertos. Em outros sentaremos em lugares que não são nossos e, de repente, ganhamos um assento especial com comodidades inusitadas. Uma hora estamos viajando para um lugar maravilhoso e desfrutando do sol e paisagens que, como diz uma querida amiga, “limpa a nossa vista e tira o stress”. Mas, em alguns momentos, a viagem é feita de lágrimas, escuridão e um olhar do que deixamos para trás. E quando o avião decola, e olhamos para baixo, sabemos que a nossa vida jamais será a mesma.

O que essa pandemia veio nos trazer foi o que aconteceu na minha viagem com o governador. Ela nos nivelou, nos deixou sem escolhas, nos colocou nas filas de hospital, nos tirou o oxigênio, nos trouxe luto, choro e morte. E deixou a perplexidade no ar. Nos primeiros dias, quando ainda estávamos começando a conviver com máscaras e álcool em gel, faleceu um conhecido banqueiro, uma das primeiras vítimas da Covid-19. Sua filha declarou numa reportagem: “Meu pai, um dos homens mais ricos do nosso país, morreu buscando o ar, que é de graça”.

Concluindo, penso que quando a culpa nos consome por acharmos que não corremos a tempo para o lugar certo, que esperamos demais ou de menos, somos levados a lembrar que se temos o Senhor ao nosso lado, sempre estaremos no lugar e no momento certo. Não importa o nível do assento, o plano de saúde ou a enfermaria mais simples. O diferencial da nossa vida é quem se assenta ao nosso lado, nos protege, nos cura, nos consola ou, se for da Sua bendita vontade, nos leva para nosso destino final. Imagino que no melhor assento possível, sem escalas, nas asas do Onipotente. Que este seja o lugar reservado a cada um de nós! Amém!

Zelene Reis

Post anterior
Uma canção na noite
Próximo post
Porque Ele Vive!

24 Comentários. Deixe novo

  • Perfeito, amém!

    A PANDEMIA realmente deixou mais claro para nós o quão dependentes de Deus nós somos, pois quando tudo está bem, nos esquecemos dEle.

    Que o Senhor lhe continue lhe sustentando firme em sua poderosa mão!

    Responder
  • Amém ????

    Responder
  • Zelene, que maravilha seu texto!
    Deus te abençoe querida irmã.

    Responder
  • Zelene! Que lindo!
    Amo ler seus textos!
    Já falei pra publicar neh?!
    Fique bem e lembre-se sempre que “o melhor lugar do mundo é aos pés do Salvador “????????????
    Beijos.

    Responder
  • Francilene Fontes de Sousa
    março 27, 2021 3:41 pm

    Amém!

    Responder
  • Maravilhoso!

    Responder
  • LEONICE ANDRADE DOS SANTOS FUJINAMI
    março 27, 2021 11:22 pm

    Texto maravilhosoooooooo! Ameiiiiiiê!!!!!

    Responder
  • Cilene Melo Cavani Ferraz de Almeida
    março 27, 2021 11:25 pm

    Obrigada por mais esse texto lindo, Zelene. Quanta inspiração! Escrever é um dom. Queira o Senhor, nosso bondoso Deus, guardar sua mente, para que dela fluam mensagens edificantes para este mundo caído. Deus abençoe você, querida.

    Responder
    • Obrigada prima querida! Que Deus me ajude a compartilhar um pouco dessa caminhada e que possa ajudar outros que estão passando por isso! Bjos

      Responder
  • Amém! ????????
    Linda reflexão irmã amada.

    Responder
  • Celina Monteiro
    março 29, 2021 2:21 pm

    A cada semana fico a esperar o tema de sua mensagem. Choro, reflexão, esperança, riso, um turbilhão de sentimentos surgem, mas o principal deles: Fé no Altíssimo, no Senhor do caminho, da verdade e da vida. Que Deus te abençoe, ilumine e guie❣️ Concordo com Naná, o livro precisa sair! ????????????????????????

    Responder
  • Claudia Evangelista
    abril 3, 2021 12:19 am

    Zelene, este foi o primeiro texto que sorri ao invés de chorar, pq foi muito engraçado a troca de assentos, e já imagino sua cara pedindo desculpas, e também a lembrança de uma viagem maravilhosa e perfeita, que benção, eu sempre digo que o Senhor sempre nos agrada!, e na referência do lugar certo, mesmo que em nosso pensamento possamos achar que o lugar está errado, quanto ao que podemos passar ou vivenciar, é de grande conforto saber que com Deus sempre estaremos no lugar certo, na hora certa, porquê Deus não erra. Um grande abraço!

    Responder
    • Verdade minha amiga! Fico sempre pensando se tivéssemos corrido antes, mas daí vem esse pensamento: Estávamos sempre no lugar certo porque o Senhor estava e continua conosco! Bjos

      Responder
  • LENY GURGEL TAGLIARINI
    abril 5, 2021 7:53 pm

    Muito verdadeiro, como tudo que vc escreve.Minha amiga vc é muito sábia!!!!

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu